• Milena Pontes

Dança dos Mirlitons - o que faz uma flautista no Reino dos Doces?

Atualizado: Mar 27

Em muitos ballets por mais conhecidas que sejam as histórias sempre tem um elemento ou outro que não sabemos bem o que representa.

Parece mesmo um telefone sem fio, onde cada um reproduz o que entendeu e a informação original pode perder o sentido.


Aqui no Brasil, já que nenhuma das obras mais conhecidas e dançadas por nós foi inspirada na nossa cultura, fica ainda mais difícil entender certas coisas.


Um dos meus objetivos com o blog é fazer com que as pessoas compreendam melhor o significado do que estão dançando. Essa é uma das maneiras de manter o ballet vivo, e claro, ter os argumentos certos para levar a arte adiante com coerência para que mais pessoas se apaixonem por essa arte.

Esse ano tive a oportunidade de participar de uma remontagem de O Quebra Nozes no studio onde danço, e fazer uma das coreografias que eu realmente mais gosto conhecida como "Mirlitons", também encontrada como Marzipã dance (versão de George Balanchine), ou Pastorale (versão do Bolshoi e Kirov) ou aqui no Brasil simplesmente como "Flautistas".


Conforme eu me aprofundava na história e evoluía nos ensaios algumas dúvidas começaram a me incomodar...

O que significa uma flauta no meio do Reino dos Doces ?
O que de fato é um mirliton?
Por que em algumas versões eles dançam com uma pequena ovelha?

Encontrei algumas explicações bem satisfatórias, então aqui vai mais um post sobre ballet além da lenda.


Pesquise no Google e as primeiras imagens são de chuchus, isso mesmo, aquele legume de gosto duvidoso.

Mas se você for um pouco mais fundo descobrirá que um mirliton também é um instrumento simples em forma de tubo, algo como uma pequena flauta que foi um brinquedo popular para crianças há muito tempo atrás.


Também encontrei outros nomes para essa parte do ballet que às vezes é chamada de Dance of the Reed ou Pipe Flutes e as coisas começaram a fazer sentido.


Acontece que Tchaikovsky ou Petipa e Ivanov poderiam estar dando um duplo significado a Dança dos Mirlitons enquanto arquitetavam o ballet.


O Mirliton du Pont-Audemer é uma massa francesa enrolada em um tubo, cheia de mousse de praliné de chocolate e mergulhada em chocolate, não muito diferente dos biscoitos Cigarettes Russes.



Curiosamente, existem outros tipos de mirlitons também. Os mirlitons da cidade francesa de Rouen são massas folhadas, tortas ou bolos com cobertura de amêndoa.


Até ai eu já havia compreendido a relação da dança com o Reino dos Doces, mas como um doce que também é uma flauta, depois depois evoluiu para uma ovelha?


Desenho de Ivan Vsevolozhsk de um design de traje para a Dança dos Mirlitons

Faltava compreender a versão do Bolshoi e Kirov, essa dança é representada por pastores ou pastoras, por um pas de deux ou um pas de trois.


Encontrei a resposta ao procurar pela palavra "Pastorale" ou "Shepherds". E lá estavam eles, pastores retratados em pinturas tocando flautas para reunir o rebanho, basta uma busca rápida por quadros nessa temática para encontrar.


Dei a curiosidade como resolvida, e finalmente poderia ensaiar em paz segurando minha flauta e entendendo o que de fato eu estava fazendo ali.

Isso me ajudou a compreender melhor até a música e realmente entrar no personagem.


Abaixo algumas imagens pra gente comparar figurinos, simbologias e versões diferentes para estes vários sentidos de Mirlitons.


Espero que tenham gostado, e principalmente que passem essas histórias a diante!



Repetimos e ouvimos muito que: "Tudo no ballet tem uma razão".

Isso é verdade!

E quanto mais detalhes eu descubro mais vontade de buscar eu tenho.














303 visualizações

Ballet também é o seu assunto favorito?

 

 Inscreva-se para receber as novidades. 

© 2015 Tutu4Love | Ballet e Ponto.