• Milena Pontes

O ballet na vanguarda da cultura mundial. Conheça Sara Mearns, uma das estrelas do NYCB.

Atualizado: 2 de Jul de 2018



Ser um bailarino profissional está longe de ser uma profissão monótona. Apesar de nunca superar as rotinas essenciais para a formação e aprimoramento, podemos ver muitos bailarinos pelo mundo desenvolvendo junto as suas carreiras projetos ligados a outras áreas que por vezes revelam muito sobre suas personalidades também. 

 A bailarina da vez é a Sara Mearns do New York City Ballet. Além da brilhante qualidade cênica ela torna-se inspiradora também fora dos palcos. 

 Desde que foi promovida a bailarina principal em 2008 tendo ingressado como aprendiz em 2003 e tem sido por temporadas uma presença forte, sensual, suave e misteriosa no palco dominando as obras de repertório por George Balanchine e Jerome Robbins. 



Recentemente, sua estrela brilhou além do ballet em campanhas para, Guerlain, Luna Bar, HP  e projetou uma coleção cápsula de sapatos e bolsas com Cole Haan.

Imagine então estar vivendo tudo isso e ser convocada a dançar Lago dos Cisnes? Dez anos depois Sara está novamente em cartaz com Swan Lake. Na primeira montagem ela tinha apenas 19 anos.  


- Sobre conciliar o trabalho dentro e fora do palcos, administrar a sua imagem nas redes sociais e sua relação emocional com o ballet Swan Lake...



“Swan Lake é tão emocional, e ainda mais para mim, me vendo como uma bailarina mais estabelecida. Eu era uma jovem de 19 anos e foi um longo processo chegar a este lugar. Na verdade, toda a sorte está ao lado meu parceiro e eu. É uma sensação muito boa e eu estou agora muito, muito animada. Durante o último ensaio geral, eu fiquei realmente emocionada quando eu estava prestes a sair do palco…Eu realmente não esperava reviver isso.”

Além de Swan Lake Sara também está nesta temporada com novos balés coreografados por Robert Binet e Kim Brandstrup, respectivamente. 


“Começar um novo trabalho é sempre um desafio, porque você precisa treinar os passo incessantemente sem  saber o que fará parte da montagem ou o que o coreógrafo quer e por isso pode ser um processo muito longo e exaustivo para o corpo. 
Para um ballet como Swan Lake que eu dancei por  dez anos, o trabalho pode ser menos demorado pois eu já sei os passos então é só colocá-lo de volta no meu corpo e encontrar novas maneiras de fazer isso e melhorando as técnicas e as etapas. Portanto são dois extremos."
"Acho que é o que nos torna uma compania tão diversificada é o fato de que nós podemos fazer muitas coisas ao mesmo tempo. É ser capaz de mudar, e se moldar a cada coisa nova que você está fazendo. É divertido.

Tenho 29 anos, sou jovem, mas para bailarinos profissionais isso funciona em uma linha do tempo diferente. A carreira de um ballerina é tão curta e é meio difícil para mim pensar que estes vão ser os melhores anos da minha carreira e depois a tendência é que a qualidade vá caindo. Eu não quero pensar nisso assim. Mas é um grande sentimento parar e pensar que estou no melhor momento da minha carreira e tudo está indo tão bem. Eu sempre sonhei com este momento, finalmente, estar confortável e ser respeitada como artista. Sou muito ativa no Instagram, sinto que o papel de uma bailarina na cultura contemporânea mudou muito nos últimos anos…Apenas no ano passado o meio ballet em si tem sido empurrado para a vanguarda da cultura e está sendo aceito quase que igualmente como esporte, o que em minha mente faz muito sentido, obviamente, porque o que nós fazemos tem uma base diária e é extremamente físico - nós somos os melhores atletas! Então, ser reconhecido dessa forma é impressionante. E eu acho que é importante me colocar lá fora em mídias sociais como no Twitter e, especialmente no Instagram."
" Provavelmente a maioria dos meus 30.000 seguidores são meninas entre 10 e 15 anos de idade e é assim que os seus sonhos delas se mantém vivos nos dias de hoje. Quando eu era mais jovem tinha fitas VHS. E eu ainda as tenho, eu ainda assisto essas fitas VHS de Swan Lake que eu assistia aos 10 anos.”

0 visualização

Ballet também é o seu assunto favorito?

 

 Inscreva-se para receber as novidades. 

© 2015 Tutu4Love | Ballet e Ponto.