• Milena Pontes

A perfeição pode te impedir de ser um bom bailarino

Dançar é uma das melhores coisas do mundo! A dança não deixa de ser um exercício físico, pois movimenta diversos músculos, proporcionando benefícios para o nosso corpo e para a nossa mente.

Mas alguma vez você já ouviu que a perfeição pode impedir alguém de ser um bom bailarino?

Dança x perfeição


Técnicas de dança existem! E elas podem e devem ser aprimoradas pelo bailarino. De fato, é muito bonito ver uma dança bem executada, todos os movimentos em perfeita sincronia, e os detalhes que isso envolve!

Não tem problema querer dançar bem, e querer dar o seu melhor, seja por lazer ou por profissão.

Mas as exigências da perfeição podem atrapalhar!

Nenhuma técnica é executada sem nenhum erro, afinal, estamos falando de movimentos e adaptações.

Ter uma técnica bem executada, e uma técnica perfeita, são coisas diferentes. A busca pela perfeição pode sim atrapalhar que a pessoa se torne um bom bailarino.

Quando falamos sobre dançar, acima de tudo, estamos falando sobre liberdade, relaxamento, autoconhecimento e beleza! A dança pode trazer sentimentos e emoções únicas.

E sabe qual o problema da perfeição? Ela estraga tudo isso! Quando estamos tão ligados na

técnica, perdemos a essência da expressividade artística. Ou seja, pode até ser bonito,

visualmente ou tecnicamente falando, mas não gera emoção.

O bom bailarino se destaca em passos e movimentos, isso não há dúvidas. Mas ele é bom também, pela emoção que transmite.


A expressividade e a emoção presentes na dança são essenciais! Mas calma, isso não significa que só isso é o suficiente, pelo menos para quem deseja se tornar um bom bailarino.

É preciso treino, disciplina, determinação e aprimoramento! E isso deve ser buscado todos os dias, afinal, é a única maneira de se destacar!

A grande questão que colocamos é a perfeição! Ela pode realmente não ser alcançada, e frustrar o profissional!

É preciso equilíbrio, como tudo em nossas vidas! Por isso, treine, e se esforce para o destaque, mas nunca buscando a perfeição, ela pode mais atrapalhar do que te ajudar na dança.

Além disso, exigir demais de si, pode trazer consequências graves para a vida mental! E até que ponto tudo isso vale a pena? A dança é um combate a transtornos mentais, não a sua causa.





Maria Cristina Lopes | Psicóloga da dança CRP5/47829

www.mariacristinalopes.com | mariacristinalopes@gmail.com | 21993053432

Page: @balletsemestresse | Instagram: @marialopescristina


130 visualizações

Ballet também é o seu assunto favorito?

 

 Inscreva-se para receber as novidades. 

© 2015 Tutu4Love| Ballet e Ponto.