• Milena Pontes

Carolyne Galvão, conta sua experiência no Prix de Lausanne 2016.

Atualizado: 26 de Ago de 2018



Carolyne Galvão iniciou seus estudos em balé clássico em 2009 no Teatro Escola Basileu França, onde atualmente tem como suas mestras Simone Malta e Grazielle Mattos, sendo hoje integrante do Corpo de Baile Juvenil da Escola.

Foi premiada em festivais como Passo de Arte, Festival Internacional de Dança de Joinville, Festival Internacional de Dança de Cabo Frio, Festival de Dança de Taguantinga, Festival da Cidade de Santos – DANÇAR A VIDA, e Youth American Grand Prix – Nova York, e convidada a participar de Galas nas cidades de Brasília e São Paulo. Foi bailarina revelação em Cabo Frio e indicada à mesma menção em Joinville em 2014 e 2015. Agraciada com uma bolsa de estudos para frequentar uma temporada, em 2016, na Escola Nacional de Balé do Canadá.

Venceu a fase argentina do Grand Prix de Lausanne, o que lhe garantiu uma vaga nas finais que acontecem em 2016 em Lausanne, na Suíça.


Coreografias vencedoras do 23º Passo de Arte:

Sobre os sete dias no  Prix de Lausanne 2016 :




1º dia: Registro dos candidatos; aula clássica; workshop.

2º dia: Aula de contemporâneo; intervalo para o almoço; aquecimento em palco para coaching de variação clássica; aula clássica avaliativa.

3º dia: Aula clássica avaliativa; intervalo para o almoço; aula de contemporâneo; coaching de variação contemporânea no palco com o coreógrafo.

4º dia: Aula clássica; aula de variação com Cynthia Harvey.

5º dia: Aquecimento em palco; aula de contemporâneo avaliativa; coaching de variação clássica no palco, coaching de variação contemporânea avaliativa; coaching de variação contemporânea com coreógrafo.

6º dia: Dia de apresentação. Aquecimento; variação clássica, variação contemporânea; resultado dos selecionados para a final.

7º dia: Final. Aula clássica em palco; intervalo; apresentação dos finalistas; apresentação dos convidados ( The Junior Company of Dutch National Ballet e Diana Vishneva); retorno dos finalistas ao palco para a entrega das premiações.



"Mesmo com uma semana pesada, tudo valeu a pena, pois a experiência adquirida foi muito grande. A cada dia que se passava me sentia em um lugar extraordinário, onde as pessoas não pensavam nos prêmios e sim nas propostas de bolsas para estudar, adquirir experiências e conquistar novas culturas."  -  Carolyne Galvão 


Você tem alguma dúvida sobre o Prix de Lausanne ou alguma pergunta para a Carolyne? Envie pra gente!

93 visualizações

Ballet também é o seu assunto favorito?

 

 Inscreva-se para receber as novidades. 

© 2015 Tutu4Love| Ballet e Ponto.